Essa Candidatura

tem Princípios!


Mandato Popular


Nosso mandato atuará para fortalecer a população organizada em...

Sindicatos

Associações

Movimentos feminista

LGBTQIA+

Quilombola

Antirracista

Anticapacitista

Luta por Moradia

População em Situação de Rua

Associações de Moradores

Associações de Bairros

Ambiental

Cultural

Vamos defender a implantação de planos ou propostas debatidas democraticamente e fiscalizar para que sejam efetivadas e as organizações populares respeitadas.

Muito se fala das funções de um(a) vereador(a):
fiscalizar, legislar e representar.

Mas nós precisamos mesmo é de um Mandato Popular!

É o que vamos ter!


Um mandato que será suporte, fomento, formação, defesa e acolhimento de todas as pessoas organizadas e lutando contra qualquer forma de exploração e opressão e por direitos e dignidade.

Mandato Defensor da Dignidade

a partir de políticas públicas e dos serviços e servidores públicos.


Esse Mandato Popular será, essencialmente, para lutar pela dignidade de todas as pessoas do nascimento à velhice, na infância, adolescência, juventude e maturidade, como estudante, trabalhador(a) ou aposentado(a), com todos os direitos sociais garantidos, como educação, cultura, moradia, assistência, cultura, emprego e renda, saúde, segurança, mobilidade, enfim... tudo que é direito humano e necessário para uma vida plena.

Todos os direitos relacionados dependem da existência de políticas públicas e da implementação dessas políticas de maneira universal, cotidiana e consistente, atendendo a população integralmente.

Defendemos os serviços públicos devidamente estruturados, com servidores públicos concursados, com estabilidade e com autonomia para cumprir seus deveres e que os órgãos cumpram suas funções sociais, submetidos à participação e controle popular.

Isso significa um mandato contrário a toda forma de privatização, incluindo as famosas e fraudulentas organizações sociais (OSs).


Também significa defender direitos dos servidores: salários, planos de carreira dignos e condições adequadas de trabalho.


Somos contrários à PEC 32/2020 (nominada de Reforma Administrativa), de destruição da dignidade garantida (pelo menos na letra da lei) na Constituição, e defendemos a revogação da Emenda Constitucional 95/2016 e a revogação da Reforma da Previdência (tanto a aprovada no Congresso, como sua versão municipal aprovada na Câmara) e toda e qualquer medida que fragilizou direitos trabalhistas e previdenciários desde o Golpe.

A defesa do SUS, da implantação do SUAS, da volta dos Ministérios da Cultura, da Previdência e do Trabalho em nível Federal e o fortalecimento, a estruturação e implantação das instâncias correspondentes (quando ainda não existentes) na Cidade são compromissos do nosso futuro mandato, bem como o respeito aos sindicatos de servidores, especialmente o Sintrasem, e sua luta e demandas também.

Mandato Democrático


Todos os direitos relacionados dependem da existência de políticas públicas para todos e isso pressupõe uma prefeitura comprometida com a democracia... Pois para compreender quais políticas a população precisa é indispensável ouvi-la.

Democracia depende de instrumentos democráticos, como orçamento e planejamento participativo.


A partir da Câmara, vamos fortalecer mecanismos de participação como respeito e democratização de Conselhos Populares e a busca por reconhecimento das políticas por eles formuladas, a realização de audiências efetivamente públicas (não aquela na segunda pela manhã, no meio do nada), e para isso o mandato será aberto, com plenárias e mecanismos digitais para recepção de propostas e opiniões, com o compromisso de respondê-las, debatê-las e - se estiver de acordo com os princípios do nosso mandato e do nosso Partido - serem apresentadas como projetos de lei ou sugestões/reivindicações à prefeitura e outros entes públicos responsáveis (como FLORAM, Conselhos de Participação, Fundação Franklin Cascaes, judiciário, entre outros) e até mesmo às empresas e organizações privadas.

Mandato que vai

construir mais Pontes com o Conhecimento.


Florianópolis tem o privilégio de ter duas universidades públicas (a UFSC e a UDESC) e o Instituto Tecnológico (IFSC, com 2 campi na cidade e 4 na região), além de uma universidade comunitária (a Univali, tendo em vista que a Unisul foi vendida no começo do ano) e várias privadas, incluindo o CESUSC, que é fundacional e também cumpre um papel social.

Quando aconteceu a expansão da Rede Federal de Educação Profissional, Científica e Tecnológica, praticamente todos os municípios brigaram muito para levar unidades, de universidades ou institutos, por compreenderem o quanto essas instituições impulsionam o desenvolvimento e melhoram a qualidade da vida das regiões onde se inserem. É possível afirmar que Florianópolis tem sua economia e a qualidade de vida muito impactadas pela presença desses polos de produção e socialização de conhecimento.


Vamos atuar pra aumentar a articulação entre as Universidades e o Instituto com toda a Cidade, o que vai permitir melhores condições para essas instituições e um maior desenvolvimento social para a cidade.


Em Florianópolis temos o exemplo da maricultura com o qual essa integração gerou tecnologia, trabalho, emprego e renda, desenvolvimento social e conhecimento associando produção científica acadêmica com conhecimentos de comunidades tradicionais.

Essas instituições são um ponto importante pra valorização do conhecimento popular e tradicional de pescadores ou benzedeiras, de povos indígenas (que somente frequentam nossa cidade de maneira sazonal, mas que existiam carijós aqui que foram expulsos e existem a Terra Indígena Massiambu na região e luta por finalização do processo de demarcação, por exemplo) e esses conhecimentos são fundamentais a todas as pessoas! Conectar essas instituições com instituições municipais e populares de forma profunda será um dos princípios do nosso trabalho.

Propostas!


Como exemplos de propostas que objetivam esses princípios estão a luta para que Florianópolis:
  • tenha um Centro de Parto Normal - a Casa de Parto Escola pra oferecer parto humanizado, num convênio entre o IFSC e a Prefeitura, como estrutura da atenção básica do SUS;
  • aumente a jornada escolar, na rede municipal, em 20%, dispondo desse tempo a mais para o aprendizado de formação tecnológica entre outros conhecimentos a partir de debate com educadores;
  • crie uma linha de ônibus “Florianópolis do Conhecimento” que conecte os campis das Universidades e do Instituto Federal;
  • crie um espaço cultural público na região continental, a partir de convênio entre o IFSC e a Prefeitura;
  • se torne um polo de desenvolvimento de biotecnologia e biodata: possibilitando a geração de emprego e renda; a valorização, sistematização e renda para benzedeiras e conhecedores do potencial da biodiversidade; a preservação ambiental e a soberania do nosso país, nos permitindo registrar princípios ativos como propriedade popular.

Mas temos muita elaboração a respeito de temas fundamentais, que também explicitam esses princípios.


Lutas

de Elenira!


Princípios

da candidata


Propostas

de um mandato popular!


Para Prefeito, vote!